Estamos perdendo oportunidade

domingo, 29 de agosto de 2010

Meu amigo André Tarnowsky mandou um texto pela manhã, no seu ótimo Bom Dia, Azurras, a respeito do depoimento do torcedor do Atlético Goianiense, exaltando as qualidades do time avaiano.

Vale ressaltar que não só aquele torcedor, mas a imensa e sonora maioria dos torcedores dos times que nos enfrentam faz isso, aplaude o nosso time, nos respeita, elogia demais a gente. Ficam todos assoberbados quando o toque de bola avaiano começa dentro de campo.

Isso é uma prova de que não estamos fazendo figuração.

Apenas um torcedor, um babaca da torcida do Flamengo, que mantém um blog no Globo.com, quis ser mais realista do que o rei.

Esse comportamento das torcidas adversárias são coisas que não vemos dentro de nossa própria casa, no seio de nossa torcida. Aliás, tem muita gente que nos imagina um Barcelona, uma seleção da Espanha, que deve ganhar a todos de goleada e, se possível, massacrando todo mundo. Assim como já demos show, vamos passar também por momentos difíceis, o que faz parte do futebol.

Tá mais do que na hora do torcedor avaiano rever seus conceitos. Ser mais feliz. E afastar, de vez, esse complexo de vira-latas que permeia na Ressacada.

2 comentários:

  1. Alameda disse...:

    Bem Alexandre, eu sou daqueles que sonha com um time de futebol que possa dar espetáculo e ganhar todas as partidas. Costumo dizer que a seleção brasileira deveria ser assim, e por isso critiquei muito o Dunga por ter deixado de fora tanto jogador de qualidade. Seleção Brasileira de Futebol deveria ser que nem a Seleção Norte-Americana de Basquete. Quando estão os melhores dão show e massacram os adversários. Mas exigir isso de um time e futebol ... Nem o Barcelona e nem a Seleção Espanhola mostram isso constantemente (a seleção da Espanha, muito menos). Nem a super Inter de Milão joga dessa forma.
    Por enquanto, quero ver o Avaí na série A. Quem sabe com uma Libertadores sonhar, para quando o dia certo chegar, e se ele chegar, com shows e vitórias o Avaí possa nos agraciar (até rimou).

  1. Gilberto, existe uma grande diferença entre possibilidade e capacidade. Quando juntas as duas coisas, tu és um vencedor, és um top de linha, és um campeão.
    Durante 10 anos lutamos para isso, para que o Avaí chegasse à série A e disputasse vagas com os campeões brasileiros. Ficava muito triste, mesmo, de verdade, quando o nosso rival lutava pra não cair.
    Não é assim que vejo um time de futebol, ele deve estar sempre na parte de cima da tabela. O Avaí tem feito isso, e com possibilidades. E falta muito pouco pra termos capacidade. Já estou até preparando meu coração pra isso, hehe.
    A única coisa que eu quero é que a nossa torcida acredite mais. No dia em que ela perceber que nós podemos, não vamos dever mais nada pra ninguém.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets