A palavra é: paciência

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Tenho percebido os rancores de lado a lado no mundo avaiano. Todos estamos bicudos uns com os outros. Parece que a gentileza e o bom senso foram esquecidos em algum lugar, numa gavetinha qualquer, e trancados à chave.

Na verdade, o mundo avaiano é paixão pura por excelência. Uma boa psicóloga ganharia rios de dinheiro apenas conversando conosco.

Em determinados momentos há quem pense que estou pedidno um pacto, uma passadinha de mão na cabeça ou um tapinha nas costas. Quem acompanha o meu blog sabe que não faço isso. Claro que os dissabores da torcida são evidentes. E claro que a diretoria, numa tentativa de acertar, errou, e errou feio. Mas eu percebo, cada vez mais, uma queda de braço infeliz e desnecessária. Está faltando paciência, de todos os lados, essa é a verdade.

Os jogadores reclamaram que estão sendo julgados e massacrados pela torcida e, por isso, não conseguem render. Bom, jogador de futebol que não entende humores de torcedor deve abandonar a carreira e passar a jogar no vídeo game. Lá ninguém o incomoda.

Diretores reclamam que o torcedor é exigente demais, que não apóia a diretoria, que não entende que o futebol precisa ser financiado. Essa é ótima, pois clube de futebol que depende de ingresso para alavancar seu patrimônio e pagar seus investimentos é natimorto. Não precisa existir. O investimento de um torcedor deve ser no apoio e na motivação, nunca no financeiro. Ajuda, mas não resolve sozinho. E, vamos combinar, chamar a polícia para isso é demonstração pura e inequívoca de falta de comando, isso, sim.

E alguns torcedores estão se achando a última bolachinha do pacote. Vamos combinar, torcedor de futebol deve exigir, deve cobrar, mas sair de casa portando faixas e cartazes, pedindo jogador e insultando uns e outros é patético. Vão às portas do supermercado dizer que a carne está cara. Vão às instituições de ensino pedir mais verbas para a educação. Vão à Assembléia Legislativa exigir dos deputados mais decoro. Mas ir à porta de um estádio quando o time está em campo treinando, trabalhando, tentando acertar é, na minha ótica, desproposital . Até porque, se no domingo o time ganhar, e ganhar bem, vai ter muito protestador desses que vai chorar e bater no peito que é Avaí desde criancinha. Ah, o protesto rendeu resultados. Menas!

Se não tivermos um pouco mas de paciência, desde diretores do Avaí, torcedores e até jogadores, se nos mantermos afastados uns dos outros e não nos juntarmos numa causa só, o único lugar em que vamos morrer abraçados é na série B. Todos juntinhos, todos os bicudos. Que bonitinho vai ser!

9 comentários:

  1. Comentário do blog do Vandrei Bion:


    "Uma coisa é certa. O time não vive sem a torcida. Ela é quem faz a diferença. Portanto, o momento é oportuno para jogar junto e vibrar nas arquibancadas. Vamos dar uma carta branca ao grupo. É o pedido que faço. Nessa hora, vai pesar é o sentimento maior. O respeito à instituição."

    E eles tem respeito pra com a torcida? Ouvem a torcida por acaso? Mandar viaturas da PM investir contra uma manifestação não é uma forma de respeito, ao contrário, é ridículo.... e depois ainda tenho que aguentar no meu setor no domingo, aqueles torcedorezinhos de pijama que virão por causa da promoção... eu NUNCA tive promoção na minha mensalidade.... Somos torcedores fiéis, mas estão nos confundindo com bobos da corte....

  1. algemiro disse...:

    ja vi que para ser torcedor do avai tem que ser socio, se não for socio não é torcedor do avai. é o cumulo dos cumulo

  1. Você não entendeu o meu comentário, caro Algemiro! Me refiro aqueles que só vão quando tem promoção, entendeu? Esses prá mim não são torcedores! Ficar em casa com a bunda sentada em frente a TV ou radinho de pilha e só reclamar, reclamar, não resolve nada...

  1. Na verdade, acho que tanto um como outro são torcedores. Ninguém é mais torcedor do que outro. Agora, o problema é a vivência com o clube, a entrega, o amor. O que o Dinho quer dizer é que vamos a todos os jogos, na alegria e na tristeza. E tem muito negunho bom que só vai na boa e ainda quer promoção.

  1. Keller disse...:

    Torcedor independe do lado financeiro. Se só pode ir quando tem promoção é uma questão particular de cada um. Agora existem uns que se dizem torcedores, inclusive alguns sócios, que vão também quando o time está mal, só que basta os jogadores pisarem no gramado para começarem a criticar e vaiar. Esses sim, seria melhor que ficassem em casa. Se não quiser ajudar, pelo menos que não atrapalhem.

  1. Eu, com certeza não sou um desses... Nunca vaiei nem tecnico nem jogador, e acho errado isso, só torna pior as coisas, e os deixa mais nervosos ainda. Mas, o engraçado é aquele que só vai em promoção mesmo, esses são os que mais vaiam, e isso é fato.

  1. Keller disse...:

    Dinho,
    pelos teus comentários nos blogs Avaianos, eu já tinha certeza que tu és um Avaiano agrupador e que coloca em primeiro lugar o apoio ao nosso Clube. Quanto às promoções tens toda razão, o perfil de torcedor que só vai nessa situação é, em maioria, aquele que vaia no primeiro passe errado. Queria deixar claro que minhas palavras ontem não foram direcionadas a qualquer um especificamente.
    Creio que essa chuvinha friorenta será um ingrediente favorável para uma boa vitória do time Azurra. VAMO AVAÊ!!

  1. É Keller, não deu... Tá ficando cada dia mais difícil amigo... Até quando?

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets