Até que a Ressacada fique vazia

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Eu fui e vou aos jogos do Avaí, independente do que vier a ocorrer. A não ser que algo mais urgente e mais complicado me impeça de ir. No começo de cada temporada, de cada campeonato, eu já vou olhando a tabela e me programando para os jogos ao longo dos meses. Não marco nada na semana em que há jogos na Ressacada, combino com os amigos e me proponho a ir. É, além de uma diversão, um compromisso. Porém, já estou revendo algumas coisas. Percebo que essa doação é uma via de mão única. Minha apenas. E não é pelo preço, que por enquanto eu posso pagar, mas pela teimosia de o clube em querer dar de ombros para o torcedor.

A falta de respeito para com o torcedor avaiano é gritante. Não sei qual é a motivação para tanta falta de vontade em ter uma Ressacada cheia. Ainda quero entender os motivos. Não sei se há algum rancor impregnado, algum ressentimento contido, uma cara feia, um deslumbre, alguma vaidade não resolvida, mas é evidente que a política de preços e de agregação de torcedores preza por um estádio vazio. A direção do Avaí não quer que o torcedor vá ao estádio e ponto final.

Qualquer abobado sabe que o Avaí tem que se manter com as suas próprias pernas. E o custo de se disputar as competições que vamos tendo pela frente é altíssimo. Achar um jeito de financiar um time competitivo é coisa para engenheiros da NASA. Portanto, o Avaí precisa de dinheiro, e muito dinheiro. E precisa fazer dinheiro inteligente. Todavia, o Avaí, ou a sua direção, aposta no torcedor como principal financiador desta empreitada. 

Está fixado na cabeça de algumas pessoas que quem deve pagar a conta é o torcedor, quando, numa análise que nem precisa ser assim tanto inteligente, o que faz os patrocinadores e fornecedores de serviço apostarem num time de futebol é a massa eufórica num estádio. Arquibancadas cheias numa tela de televisão chamam investimentos. Anunciantes gostam de ver o seu produto associado a esta paixão. Um estádio vazio é sinal de time fraco e sem muito futuro. Ninguém investe.

Qualquer clube de futebol no mundo, que dependa única e exclusivamente do dinheiro da torcida para vir a ser alguém na vida, está fadado ao fracasso. Essa matemática é a mais lógica que há por aí. Nem os grandes times, com mais torcida, aumentam seus ingressos quando o bolso fica vazio. Ao contrário, se houver riscos iminentes e cenários nebulosos no caixa, os preços dos ingresso despencam.

Preço de ingresso é troco de ônibus. Paga só o cafezinho. É um dinheiro que ajuda nas contas rápidas. Não pode ser canalizado para financiar uma campanha, pois, ora, pois, nenhuma campanha é 100% eficiente. Há os altos e baixos, mais baixos, por sinal. Contar com isso, com mensalidades e com preços nas bilheterias é para mentes opacas.

Mas para quê estou dizendo tudo isso? Mercadores são surdos, todos nós sabemos.

Espero continuar indo ao meu estádio preferido para ver meu time do coração jogar. Mas, a continuar assim, se quiserem evitar que eu vá a campo, o esforço está sendo bem administrado. Vamos, pouco a pouco, nos afastando.

Até que a Ressacada se esvazie por completo. O último apaga a luz!

14 comentários:

  1. Boto disse...:

    Rapaz, que texto!
    Já nem sei mais porque batia "tecla" contigo no fórum.
    Esse recorte do texto pra mim é a chave de tudo: "Arquibancadas cheias numa tela de televisão chamam investimentos. Anunciantes gostam de ver o seu produto associado a esta paixão. Um estádio vazio é sinal de time fraco e sem muito futuro. Ninguém investe."
    Quanto tempo vão demorar para perceber isso??
    Pior, é capaz de aparecer um aqui e te dizer: "quer pagar menos? Associa!" e continuar sem entender que independente do que um ou dois pensam, o estádio continuará vazio!
    Abraço.

  1. George disse...:

    Lembram do São Caetano, há alguns anos? Jogava sem torcida. Estádio vazio, silêncio total. Deprimente. Pior até que o ladelá (torcida geladeira). Seremos o São Caetano ou o time da raça? Quanta saudade da charanga do Leão, dos gritos de apoio, da pressão sobre o adversário e o árbitro. Bons tempos, bons tempos. Eita Avaí!

  1. Boto, te garanto que se o relacionamento com o torcedor fosse ás claras, se antes de qualquer iniciativa fossem preservadas as tradições do Avaí, se na hora do vamos ver (na direção) todos se unissem para que o Avaí estivesse em primeiro lugar, ao invés de projetos pessoais, as mensalidades poderiam ser 500 reais e os ingressos 1.000, que o torcedor iria junto. Ele iria saber que tudo estaria sendo feito em prol do clube, por piores que fossem as dificuldades.

  1. É verdade, George. Como foram deixar isto acontecer?

  1. Anônimo disse...:

    brilhante texto, como sempre. Parabéns, matasse a pau. O problema é que o pessoal da Ressacada anda, surdo, cego e burro.
    Abraço
    Bruno BD

  1. Anônimo disse...:

    Onde eu assino!
    Eron

  1. Meu caro Bruno, às vezes me parece que é bem ao contrário. Burros somos nós.

  1. Eron, se tem um troço que eu queria é estar completamente errado.

  1. Aguiar,

    Saudade da Ressacada com pressão... George lembrou muito bem! Nós estamos nas mãos de quem com certeza nenhum amor tem pelo Leão, valendo apenas os $$.

    Somos, bobos, loucos e teimosos. Também faço toda uma programação para não perder os jogos, mas confesso que ando meio enjoada e com vontade de vomitar, mas não estou grávida, é a grave situação que me atiça a isso.

  1. Carmensita, essa dor todos nós sentimos. Eu não canso de repetir: Tínhamos tudo para dar certo. E eles conseguiram estragar.

  1. Seu Cunha disse...:

    5 mil a R$50,00 é menos que 15 mil a R$30,00, sem falar que, quanto mais público maior a arrecadação também com produtos e patrocinadores, mas dinheiro no Avaí "deles" parece não ser o problema.
    E viva o Srº Nerto Machado, o inventor da elitização.

    Abraços!

  1. É verdade, tá sobrando dinheiro. Logo, logo, vamos fazer pré-temporada em Dubai.

  1. Anônimo disse...:

    Não é secar, mas em 2014 é Série D quase certa. Preparaem as malas para jogar em Pelotas, Iraty,Ponta Grossa...O Avaí afunda em dois ou três anos!

  1. Seu Cunha tem razão. É bem por aí.
    Ah, saudades da Ressacada cheia...

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets