Um dia de cão

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Passamos esta última quinta-feira envolvidos com as notícias vindas do Avaí. E por mais que se queira tentar entender, são coisas desencontradas de um lado a outro. Ninguém parece saber de nada e todo mundo já sabe de tudo. Que troço maluco!

Informações sobre o fim da parceria, presidente desabafando sobre os salários, ressurgimento do filho do presidente nos negócios com jogadores, gente nervosa de um lado a outro, enfim, um dia terrível para os lados dos Carianos. E ainda temos um jogo decisivo contra o Ceará no próximo domingo. É de copular a nossa paciência.

É bom lembrar que os indícios sobre o desfazimento do contrato com a L. A. Sports já vinham ocorrendo há muito. Foi só uma questão de tempo. Mas da mesma forma que isso surgiu na Ressacada, quando de sua vinda para cá, com alvíssaras de um bom negócio, também a forma como a sua saida se deu foi amalucada e intempestiva. Eu não me omito em dizer: foi bom, excelente, enquanto durou. Serviu bacanamente aos nossos interesses tanto quanto aos deles, mas, se é para acabar, que se faça logo.

A questão dos salários também foi surpreendente. O próprio presidente já havia afirmado que havia especulações negativas e sem sentido e agora declara o que todo mundo suspeitava. Alguém vai ter que explicar isso para a torcida.

A terceira coisa importante é: temos um jogo decisivo domingo, um jogo que pode alavancar a nossa reação ou decretar a queda de imediato. Seria bom que a direção avaiana, que tanto errou nesse ano, acertasse o pé ao menos uma vez e viesse a público e desse algum declaração, algum alento à galera avaiana. Se entregaram as ferramentas da obra, eu tenho mais o que fazer no domingo do que ir para a Ressacada e perder o meu tempo.

Nós apoiamos, mas ninguém é tolo.

4 comentários:

  1. Carmen Fuhrmann disse...:

    Paciência tem limites né Aguiar? Por mais que a gente acredite. Torcedores tem limites!

    Abçs

  1. Adriano Assis disse...:

    Aguiar, eis o extrato da conta:
    - Mais de 60 atletas passaram pelos corredores de tijolos vermelhos da Ressacada;
    - 4 técnicos, a maioria de gosto e qualidade duvidosa;
    - Campanha temerária no catarinense, ilusória na Copa do Brasil e vexatória no brasileiro.

    Pra finalizar, onde havia fumaça, realmente existia fogo, a questão dos salários, isso complica e muito qualquer previsão de melhora da nossa condição nos gramados.

    A saída do L.A. era cantada e já estava fazendo hora extra, o que acho, é que poderia ser declarada ao término do certame. Isso de forma alguma impediria movimentação de bastidores no que diz respeito ao planejamento para 2012 que é bom mesmo que já tenha começado.

    O resto é esperar e torcer no domingo por uma vitória!

  1. Anônimo disse...:

    Está mais do que na hora de uma interveção no Avai nem que seja através do Ministério Público porque nosso conselho deliberativo não existe, a podridão deve estar enorme embaixo do tapete, está na hora de sacudir; que momento infeliz para o tio zunino tomar essa decisão.
    Eron

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets