Mais uma da Granja

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Os bichos-cricri da famosa Granja Comigo Boi Não Dança, mais conhecida pelas iniciais CBN-D, a Raposa Felpuda, maledicente e ardilosa, o Sapo Duende, encrenqueiro e eterno inconformado, o Bode Espanhol, velho, muito velho e carcomido, o Ratão do Banhado, que não deu certo em lugar algum e acabou dando na Granja e o Morcego Moicano, que posa de intelectual pra fazer gênero, estavam felizes e eufóricos. Afinal, o dono da Granja do Vizinho havia pintado a Casa Grande com tinta bem colorida, após ter feito um reboco novo. Estava nos trinques, um brinco.

- Então, eu não disse. – começou o Ratão do Banhado. – É só dar tempo ao tempo que as coisas voltam ao normal. Não tem por onde.

- Tás falando do que, o Ratão? – quis saber o Sapo Duende.

- Ora, a Granja do Vizinho está bonita. Janelas novas, dicionário de letras novo. Até a ponte velha foi arrumada.- explanava o Ratão, com lágrimas aos olhos.

- Tá, mas ainda é muito cedo pra comemorar, né. – refletiu o Bode Espanhol. – Precisamos ver até onde vai isso. Lá na Espanha a gente sempre tem cuidados com as coisas.

- Que nada! – insistiu o Ratão. – Tudo agora vai melhorar, vocês vão ver. Parece que até a máquina de moer cana foi consertada. Nem cachaça da cidade de Tombo vai precisar mais pra gente.

- E o Cavalo do Paraíso? – perguntou o Bode Espanhol – Deixou de comer o brócolis pela raiz?

- Parece que sim. – respondeu o Ratão. – Eles fizeram um acordo e a horta de brócolis foi adubada. Já estão exportando brócolis e coelhos pros concorrentes. É ou não é uma maravilha?

- Pois, enquanto isso, lá no Circo do Deba, o troço não vai bem não, hein! – apontou o Morcego Moicano – Ressalte-se, é bem verdade, que o Leão do Circo estava se recuperando de uma gripe e está meio arriado.

- Ah, mas já faliu. Tá fadado ao fracasso. Como sempre. – impôs sua experta opinião o Sapo Duende.

- É, mas quando o Leão se recuperar, ele vai rugir forte. – contemporizou o Bode. – Vamos esperar pelas próximas atrações no Circo.

- Bobagem! – retrucou o Sapo. – Ele nunca faz nada direito. É bananeira que já deu cacho.

- Já errastes numa previsão. – comentou o Bode. – Vais errar de novo?

- Eu nunca erro. – irritou-se o Sapo, coma dentadura dançando na boca. – Eu cometo deslizes. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa completamente diferente. A verdade tem que ser dita.

- Rapazes, rapazes! – entrou a Raposa Felpuda, eufórica e serelepe. – Vocês não sabem da maior.

- O que houve? Por que estás assim tão aparvalhada? – quis saber o Sapo.

- É que recebi um convite supimpa, digno dos comendadores desta granja. – explanava a Raposa, com a pelagem eriçada. – Estamos convidados para o famoso cafezinho da tarde lá na Granja do Vizinho.

- Pô, que maravilha! – animou-se o Morcego.

- Esses, sim, sabem fazer as coisas direito. – completou o Sapo.

- Adoro uma boca livre. – satisfez-se o Bode.

- Quando eu digo que o negócio tá melhorando vocês não acreditam. – concluiu o Ratão.

- Pois é, lá no Circo do Deba eles não são capazes de fazer isso, né? – comentou o Sapo Duende, cuspindo a dentadura.

- Então, então, fizeram aquele Chazinho da Hora mal e porcamente. – explanou a Raposa. – Não tinha nem salgadinho pra matar a fome.

- E ainda por cima fecharam o plantão de fofocas. – observou o Ratão.

- Pois é, bem feito! Eles não sabem como se faz uma boa amizade. – encerrou o Sapo Duende.

5 comentários:

  1. cambirela disse...:

    Interessante como o Avaí só contrata jogadores cansados e fora de forma. Vê-se nas outras equipes jogadores que vieram de "jégue" da Bahia até São Paulo e de lá pegaram carona com caminhoneiro até Santa Catarina, e quando chegam aquí vestem a camisa dos outros times e jogam.
    No Avaí primeiro eles perguntam se o aeroporto é internacional, depois precisam de seguranças, e quando entram em campo não jogam nada. Estão sempre cansados e fora de forma.
    Todo ano é a mesma coisa, quando acertarem o time o campeonato já estará acabando.

  1. Mausé disse...:

    Grande, Alexandre! Sempre dando nos dedos com muita propriedade! Será que esse Café com Brócolis virá com aquele "salgadinho" especial, em forma de envelope com recheio?

  1. Boa, cambirela. É bem por aí.

  1. É com o rufu da tarafa nos cornos, mesmo, Mausé.
    Agora, o recheio desse salgadinho atende pelo nome de Ponte Hercilio Luz.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets