A insanidade do futebol

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Ainda há pouco ouvi do rapaz que atende pelo nome do peixe de inverno que eu adoro comer, principalmente o rabo, que torcer pela vitória do Avaí é insano. Disse isso, o exemplar humano da família dos mugideos, no programa Visão Geral, apresentado na Record News, com a presença de nosso amigo André Tarnowsky, como se tal acusação revelasse alguma ofensa.

Não, meu caro. Dissestes a pura verdade. Torcer por um time de futebol é insano, seja ele qual for. Ser torcedor é deixar a razão esvair-se, como areia molhada nas mãos na beira da praia. Torcedor de futebol é um louco absoluto e completo.

Senão, como se poderia dizer daquele sujeito que veste uma camisa suada, usada em todos os jogos, que é pra dar sorte, sair para o estádio deixando os seus no aguardo, encontrar outros tantos de fone nos ouvidos, olhos cerrados, respiração acelerada, passos descompassados, às vezes tomando chuva gelada ou sol de deserto na cabeça, sentar-se desconfortavelmente numa arquibancada emporcalhada e viver nas próximas horas como uma sardinha numa lata?

Como se poderia chamar o homem ou mulher, inquietos e nervosos, quando mal entra em campo o time de sua preferência, verterem lágrimas copiosas, abundantes e molhadíssimas, como se um parente, um ente querido nunca mais visto, surgisse assim, de supetão, frente aos seus olhos? Alguns requerem a ajuda de paramédicos, tal a emoção.

Que tipo de definição se dá para um camarada que xinga palavrões os quais ele nem conhece, ofende pessoas que nunca viu mais gordas, pula, salta, soqueia, arregaça dentes e senta desconsolado na arquibancada ainda mais suja?

Alguém poderia dizer que nome se dá para uma pessoa que sai abraçada com ilustres desconhecidos, de diversos tipos e jeitos, que dança alucinadamente, que canta a plenos pulmões, protagonizando manifestações irracionais de puro deleite ao sair um gol de seu time? Que nome se dá a isso? Insanidade. Pura e completa insanidade, e que faz um bem danado a quem a possui.

Sinto muito se tu não tens esta insanidade pelo teu time, seo Tainha. Nós, avaianos, somos loucos pelo Avaí.

7 comentários:

  1. Guilherme disse...:

    TEXTO PRA INSANO NENHUM BOTAR DEFEITO!!!
    LEMBRO-ME DO JOGO DO ANO PASSADO DO ATL. GOIANIENSE QUANDO TENTAVA ARGUMENTAR COM UM ESTRANHO QUE NÃO ERA PARA VAIAR O RUDINEY E SIM APOIAR(BAD VIBE)LOGO DEPOIS DO PRIMEIRO GOL DO JEFERSON ESTAVA SENDO ABRAÇADO E ERGUIDO PELO MESMO ESTRANHO.

  1. Junior disse...:

    As respostas do André fizeram o peixe BARBIErense perder o rebolado.

    O seu texto está uma beleza!

    Aliás, o peixe Barbie, pelo que demonstrou, tá mais pra Camarão...

    Um abraço!

  1. Guilherme e Junior, eles não entendem desse troço de torcer. Pra quem já convocou PÚBLICO ZERO, chamar um avaiano de torcedor insano é uma honra.

    Abraços

  1. Elson Pereira disse...:

    Que belo texto. Sem retoques.

  1. Kk de Paula disse...:

    EU SOU INSANA!
    Amei teu texto.

  1. Kk de Paula disse...:

    A insanidade veste azul:
    http://dnazul.blogspot.com/2011/02/insanidade-veste-azul.html

  1. Fernando Silva disse...:

    Alexandre,

    Excelente texto! Maravilhoso!


    Vou até usar um dos maiores elogios que eu acho que pode existir para um escritor/avaiano/manezinho: Digno de um Sérgio da Costa Ramos!!!!


    Parabéns!


    EU SOU INSANO PELO AVAÍ!!!!

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets