Eu fico com o Avaí

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Claro que estamos passando por uma situação difícil. Muito complicada e desumana para a torcida, que não merece passar o que está passando. E é bem provável que as próximas rodadas nos reservem suores e rangeres de dentes ainda maiores. Vamos comer o pão que o diabo pisou e sentou em cima, que ninguém se engane.

Até acertarmos.

É nisso que eu confio, pois essa é a razão de eu ser torcedor. Se não fosse torcedor do Avaí, já dava como certa a nossa queda já no ano passado e nem me importaria mais. Não estou medido capacidade de torcedor, fazendo comparações tolas, apenas eu penso que vamos virar. Tem que virar. As coisas vão mudar.

Há um processo de mudança dentro do Avaí, ainda que demorado e tardio. Não precisávamos passar por isso. Contudo, para um clube periférico como o nosso, não há saída e as coisas são difíceis a cada dia e a cada momento.

E por isso aposto numa reviravolta no Avaí. Não há outro jeito e não vislumbramos outra saída. Quem gosta de desafios tem que encarar o nosso momento. Nosso lugar é na séria A e temos, como torcedores e gente envolvida com a história avaiana, de exigir isso. Cobrar mais seriedade da diretoria no trato com a administração do clube. Da comissão técnica e do departamento médico queremos respostas. E dos jogadores, que honrem a camisa que envergam e as cores que defendem. Vergonha na cara por parte de todos é o que nos basta.

Agora, o que eu não admito são imposturas e convicções baratas. Palavras soltas para dar IBOPE.

Não faço coro com o derrotismo e o oportunismo. É nessa hora que as virgens do apocalipse aparecem, travestidas de bons torcedores, os que querem o bem do clube. Mentira! Prestem atenção em quem quer ajudar a construir o Avaí e em quem aposta no quanto pior, melhor. Isso é oportunismo. Eu me afastei, há muito, de picaretas de palanque, infelizes que não admitem o contraditório e, quando são confrontados, insultam e assaltam o bom senso.

Não sou nem mais e nem menos torcedor do que qualquer um que vista azul e branco. Mas eu quero o bem do Avaí e por isso cobro de quem não o trata como deve, como uma instituição séria e decente deve ser tratada. Mas eu cobro para o melhor e não para jogar contra, ou para dizer que eu tinha razão. Nada disso!

Se alguém quiser botar fogo no que nos resta, fique à vontade. Mas arque com as consequências de sua inutilidade.

10 comentários:

  1. sergio araujo disse...:

    Aguiar,o ruim não é se decepcionar. O ruim mesmo é se acostumar com as decepções.

  1. Kk de Paula disse...:

    Excelente post. Assino embaixo.

  1. O problema no Avaí começa internamente e chega aos gramados...
    Não queria estar na pele do Gallo, pois tudo vai sobrar prá ele... Montar uma equipe quando não se tem jogador qualificado, é F***

  1. Serjão, ser torcedor é exatamente isso. Sofrer, se decepcionar, ter alegrias algumas vezes. Agora, torcedor que é torcedor não se acostuma com as fases ruins, principalmente quando são impostas. O papel dele é exigir e cobrar, e torcer para dar certo.

  1. Kaká, a fase está terrível, mas eu penso que vamos, mais uma vez, sair dessa.

  1. Dinho, e é aí que um treinador pode ser diferenciado. Eu também queria ser treinador com um time só de Messis e Neymars.
    Quero ver ser treinador com isso que está aí.

  1. Cesinha nunes disse...:

    Pela primeira vez vou comentar no seu blog, pois as vezes posto no Vandrei Bion, um grande amigo que tenho, no André Tarnowsky outro pessoa que tenho grande admiração e no Resistência Avaiana do Bruno outro colega.Como KK de Paula disse, um texto magnífico, de um verdadeiro avaiano que não se aproveita do momento para se achar o tal.Nossa história é a marca do otimismo, de luta,de glórias. Nunca recebemos nada de graça.Sempre soubemos entrar e sair, pela "porta". Jamais pularemos janela.Um forte abraço. Parabéns.Iremos sair dessa. Nós merecemos.

  1. Cesinha, essa é a frase: "Nós merecemos".
    Um abraço.

  1. Anônimo disse...:

    Que nós vamos sair dessa é fato! Não há mal que perdure para sempre... A pergunta é QUANDO e a que PREÇO?

    GiSevero

  1. Gi, QUANDO, quando for tempo suficiente para começar a mudar. Mas o PREÇO já está sendo alto e tu já deves imaginar o quanto.
    Reputações estão caindo como cartas do baralho.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets