Cadê os avaianos?

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Como algumas coisas são curiosas! Quer dizer que os avaianos já desistiram? Quer dizer que o time doladelá já ganhou o clássico? Vamos tomar de goleada? A partir de agora vamos contar o cacos sem nem mesmo termos entrado em campo? Que torcida de merda é essa que só apóia na boa? Ah , estão com medinho de serem rebaixados? Pois se isso acontecer, embora falte muita coisa pela frente, vamos levantarmos novamente e conquistarmos o que nos é de direito.

A propósito, tenho lido e ouvido que nosso lugar não é na série A, que devíamos voltar pra série C, que é onde merecemos estar. E o pior que o sujeito diz isso sem nem mesmo ficar vermelho, coradinho de vergonha. Eu não torço contra o Avaí e quem faz isso não merece o meu respeito. E tirando a parte de nossa mídia, que adora nos emparedar (e estou pouco me lixando se algum abobado me chamar de conspiracionista), não temos que nos envergonhar de nada. Temos é que bater no peito e dizer bem alto: EU SOU AVAIANO, PORRA! Chega desse preciosismo tolo e do disse-me-disse bocó, que não nos leva a nada.

Uma coisa é o desânimo que tomou conta da galera avaiana, face aos ocorridos. Não é fácil se manter no pique com tudo o que presenciamos. Mas, é assim o futebol. Não tem diferença alguma a situação do Avaí para todos os outros clubes de futebol no mundo. Não somos os melhores e nem os piores, apenas fazemos parte. Conquistamos na mesma medida em que fomos derrotados ao longo de nossa existência como clube de futebol. Não podemos valorizar nossa existência na figura de um dirigente apenas, mas na passagem de nossa história. E ela é bem rica. E ainda por cima, mô pombo, a fila anda.

O momento de reflexão e análise faz parte da capacidade humana em busca da razão. Fazemos isso para planejarmos um caminho. Temos que levantar os problemas para não repetirmos os erros. É natural! Mas na hora de torcer, que se dane o mundo, eu quero é viver. E viver como avaiano é o que me motiva. Às vezes dá vontade de desistir, mas aí você acorda e diz: pô, perái, eu sou avaiano e avaiano não desiste nunca, portanto, vou levantar a cabeça e vamos à luta.

Imagine os caras que vão para uma batalha, vêem o exército à sua frente muito mais numeroso e mais forte, e urinam-se nas calças, como covardes travestidos de homens. Pois é assim que vejo alguns avaianos, medrosos mijões, que se pelam de medo do perigo e dos problemas. Estão aí fazendo papel de intelectuais abobados, racionalistas autênticos, mas no fundo estão se borrando de medo do que vem pela frente. Tolos!

Já estou pondo a minha camisa do Avaí e já estou motivado para o clássico. E vou torcer absurdamente para esta vitória que virá, pois eu tenho orgulho de torcer para o Avaí, em qualquer lugar e em qualquer circunstância.

2 comentários:

  1. Carmen Fuhrmann disse...:

    Dá-lhe Aguiar... Dá-lhe Leão!!!

  1. É isso aí, Aguiar! Eu tambem estou C** e andando prá esses jornalistazinhos e suas opiniões alvinegras! Já falei antes, e repito: Sou Avaiano, tenho DNAzul e vou até o fim!

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets