Síndrome de Bobinho

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O jogo de domingo tem tudo para que o torcedor avaiano volte à Ressacada. É ou não é? Não? Mas, peraí, não é possível que dessa vez a gente não consiga pôr mais gente do que de costume no estádio. Não consigo crer que ainda há resistência a isso.


Bom, não tenho a pretensão de convocar torcedores, fazer chamamentos melosos, apelar para chavões e palavras de incentivo e auto-ajuda. Estou infinitamente distante disso. Cada um sabe onde o seu sapato aperta e onde o calo dói. Mas eu sou daqueles que ao ver uma afirmação eu quero provas.Tem avaiano na cidade? E onde ele deve estar domingo?

Há muita gente reclamando dos preços do ingressos e de que o Avaí demorou a implantar um setor popular na Ressacada. Concordo plenamente e faço coro para isso. Acho uma falta de inteligência desprezar o torcedor e impor preços europeus em nosso estádio. Não vamos conseguir socializar o custo-Avaí aumentando os ingressos, mas nem que o Jobim se ajoelhe diante da Ideli Salvatti e peça perdão. 

Achar que uma arquibancada cheia com preços estratosféricos faria o Avaí sair de uma pindaíba financeira é de uma burrice tão grande, que contado para os portugueses, ficaríamos corados de vergonha. Portanto, há muito que se exige uma folga para os torcedores poderem ir ao estádio. E aí, num belo dia, a diretoria resolveu fazer isso. Abriu a mão.

Não me interessa em quais condições e em que isso foi feito, se estamos na degola e precisamos nos salvar a pele, se não foi feito antes e agora é tarde, se não será para os próximos jogos, e blábláblá. Quero saber é deste jogo, para enfrentar o São Paulo. A diretoria do Avaí, tão contestada por todos, e também por mim, está abrindo essa possibilidade? Ótimo!

Mas e aí, há os senões? Ora, por favor!

Estamos no começo do mês, todo mundo tem dinheiro no bolso, o jogo será num domingo, o povão já estará bem alimentado pela feijoada, o adversário é um dos grandes do brasileirão, presume-se que estamos em ascensão e... os ingressos estarão baratos. O que é que se quer mais?

Ah, não foi convocada a Assembléia Geral? O presidente Zunino não foi mandado embora? Eu estou de mal com o Avaí? Bom, se não tivermos ao menos 10 mil avaianos no estádio, então o nosso futuro é incerto e não merecemos estar onde estamos. E que ninguém reclame mais.

Tem um monte de gente emburrada da vida? Tem. Mas então deixem de frescura, ponham o bico de lado, o ranço na geladeira e vão ao estádio. Não é para dar dinheiro para o Avaí, é para apoiar o time.

2 comentários:

  1. É isso aí, Aguiar.
    Independente de valores dos ingressos/mensalidades, de não gostar desse ou daquele diretor... Temos que fazer a nossa parte, que é ir lá, lotar o estádio e empurrar o Leão prá mais uma vitória!

  1. Dinho, eu não torço contra o Avaí. De jeito algum. Eu não condiciono as bobagens da diretoria a uma queda do Avaí.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets