Um preço a pagar

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Um time que valoriza um campeonato é aquele que se prepara bem. E bem antes. É aquele que contrata bons jogadores, sem necessariamente que sejam craques, é o que condiciona bem fisicamente o elenco, é o que ajusta comissão técnica alinhada aos objetivos traçados desde o começo da temporada. A valorização requer respeito ao campeonato, aos torcedores e aos outros times, tudo em conjunto. Se será campeão ou não, aí caberá ao imponderável do futebol. Mas todos comentarão que aquele time valorizou o campeonato.

E qual o preço que este time pagará pelo campeonato? Talvez pouco, desde que se planeje. Quem se prepara antes, chega ao final sem sustos, principalmente nos cofres.

É esse tipo de situação que tanto criticamos no Avaí deste ano. Aliás, desde o ano passado. A falta de um planejamento adequado condizente com os campeonatos aos quais participou. Destes dois anos tivemos apenas uma boa coisa, o bicampeonato catarinense em 2010. E só. Não que exijamos um título brasileiro, uma Copa do Brasil ou uma Sul-americana, pois seria muita pretensão. Mas, para o tamanho do Avaí, e com seu propalado caminho a um crescimento, ao menos que disputasse estes outros campeonatos com dignidade. Sem sustos e sem dissabores.

E por quê?

Ora, pela simples razão que a matemática nos ensina. O Avaí, fazendo as coisas sem planejamento, vai tornando a sua vida mais cara do que deveria para o seu tamanho. Vai ter que investir alto agora para não ter que dispensar uma fortuna lá na frente. Vai ter que começar a pôr a mão no bolso, quando poderia estendê-la para aplaudir os planejadores do clube. Simples assim. É matemática de jardim de infância.

Trazer o Lincoln agora não é nenhum absurdo. É perfeitamente possível. Mas, para quem está montando um time, cujo desempenho precisa de sincronia e de entrosamento, mexer e remexer atabalhoadamente pode gerar outro problema: desmontar, de vez, um time ainda em formação. Além de incentivar vaidades latentes, que todo jogador de futebol possui.

Ou seja, o preço vai ficando cada vez mais alto. A matemática, sinceramente, não é disciplina conhecida na Ressacada.

3 comentários:

  1. É Aguiar, eatamos pagando caro pelo péssimo planejamento do nosso clube, infelizmente. É triste saber que já estamos em Agosto e não temos ainda um time entrosado, nem definido ainda. E o campeonato segue...

  1. sergio araujo disse...:

    Tem mexe mexe no leão novamente, segundo o treinador Gallo a formação é a seguinte:
    Goleiro - Felipe
    Alas - Alan e Romano
    Zaga - Elton Felipe,Gustavo Bastos e Dirceu
    Líberos - Acleisson (o desaparecido) Bruno e Diogo Orlando
    Meia - Cleverson
    Ataque - Rafael Coelho
    Ja comecei a rezar,porque o bombardeio vai ser grande.

  1. É, ou vamos pra dentro dos caras, ou será uma goleada homérica. Daqui pra frente não tem mais choradinha.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets