Na Era do CTRL+C - CTRL+V

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Nos últimos dias me desgastei desnecessariamente. Não preciso passar por isso. Eu não ajo assim como agi, naturalmente, mas detesto falta de respeito. 

Sou uma pessoa de bem, da calma e da paz. Sou de fazer amigos. Por isso perco as estribeiras quando uma agressão me incomoda. Não consigo conviver com isso. Não consigo ter discernimento para rebater como deveria e acabo me rebaixando ao agressor. Lamento ter agredido quem não deveria, mas o pão molhou e caiu do prato.

No mundo da internet, onde o que vale não é um texto construído com cuidado, mas a agressão rasteira e desleal, ao se desejar ter uma opinião ou defender um ponto de vista divergente, fatalmente se é delapidado. A desculpa esfarrapada de que se está respeitando a idéia contrária, não é verdade. É mantido um argumento agressivo, sempre, e isso me incomoda. 

As pessoas nos tratam como prostitutas que precisam ser justiçadas em praça pública. Ter uma opinião é isso. Já disse certa vez alguém que se quiser ter inimigos, tenha opinião.

O modus operandi comum é, hoje, bater no Avaí, sob quaisquer circunstâncias, por qualquer coisa. Aí você é um cara do bem. Se quiser defender alguma coisa, um mínimo que seja, ainda que a fase não nos seja boa, ainda que o Avaí faça força para você não defendê-lo, você é do mal e não merece o respeito dos outros. Deve ser queimado em praça pública. E não é nem permitido ter essa opinião, como ponto divergente. Você é execrado mesmo. Insultos e antentados à honra começam a pipocar.

Minha esposa já me perguntou por que perco tempo com isso. Não sei a resposta.

Vou manter o meu cinismo e meu desprezo habituais a quem não me faz bem. Não vou abandonar o blog, por respeito às pessoas que me lêem, aos amigos, e porque sempre terei algo a dizer e vou usar este espaço para desaguar alguma coisa. Mas, daqui por diante, a quantidade de copiar-colar será bem maior do que textos próprios. E irão rareando os meus textos até o blog desaparecer por completo. Já tive essa iniciativa antes, revi, relutei em sair, por achar que eles não podem vencer. Mas, não vale à pena.

Teremos aqui textos apócrifos, de autores diversos, receitas de comida, visões do mundo, qualquer coisa que não “ofenda” a quem quer manter o pensamento único.

Vou passar a dedicar mais tempo à minha profissão, montar um blog de caráter estritamente científico e de vez em quando dar uns pitacos aqui em relação ao Avaí, à sua manutenção na série A, para desespero dos negativistas. Mas nada com substância.

Não era assim que eu queria, mas é assim que o sistema nos impõe. Queria que houvesse prazer em fazer isto que faço hoje, mas sinto que isso já não é mais possível.

4 comentários:

  1. Kk de Paula disse...:

    Meu sentimento atualmente é muito parecido com o teu.
    Mas uma pena, se a gente se calar.
    Eu sei, cansa e como a gente se incomoda.
    Te entendo.

  1. Aguiar, teu blog junto com uns poucos que conheço, é um dos mais coerentes e respeitado pela massa Azurra. Tens personalidade, não desanimes!

  1. Fábio Azurra disse...:

    Vcs estão entre os blogs que leio e as vezes dou um pitaco.
    Essa semana andei um pouco mais sem paciência com o nosso Avaí, mas fazer o que?
    Qdo passei a ser sócio não pensava nem em série C e hoje estamos na série A.
    Claro que o desejo de vencer nos empurra pra frente e hoje a série A tornou-se uma obrigação, afinal já passamos das outras fases.

    O Avaí de hoje me mostra que ainda falta saber crescer, ter uma identidade e não ouvir cada um que chega com uma opinião diferente.
    Tivemos os Avaís do Benazzi, Silas, Gallo, TC, Mauro Galvão, o novo gerente, Zunino pai, filho,....

    Sou fã do Zunino pelo crescimento que o Avaí teve e que foi com a gestão dele, mas este ano ele voltou a cometer erros básicos que aconteceram no passado.

    O AVAÍ É ESSE, QUERES ENTRAR NO PROJETO?

    Essa é a pergunta que deveria ser feita a cada Tecnico ou dirigente ligado ao esporte, e inclusive jogadores.

    Cada um veio com auxiliares, um penca de jogadores, prep físico, cunhada, cachorro,....
    Se ferrar, parece cabide de emprego.

    Outra coisa é saber separar família e trabalho. Não vou falar mais que isso.

    Evidente que eu torço demais para continuarmos na série A, mas está muito difícil.

    Enfim, comecei falando dos blogs e mudei para o Avaí.

    Admiro muito o trabalho de vcs, a paciência de escreverem e colocarem as suas visões para todos comentarem.
    Eu não conseguiria, pois iria arrumar uns tantos inimigos.
    Lamento que pensem em parar de escrever e vou ficar torcendo para que seja só um vulto que passou. rsrs

    Abraço

  1. Anônimo disse...:

    É por estas e outros que até cascavel eu já virei...
    Mas como quem quer vencer um obstáculo deve armar-se da força do LEÃO e da prudência da serpente, recebi como elogio... :)

    E para parodiar, Força Azurra!

    GiSevero

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets