A nota dos atletas e a fase do Avaí

sábado, 24 de setembro de 2011

O texto intitulado como NOTA DOS ATLETAS tido como elaborado pelos atletas avaianos é digno de pena. Ele revela um grupo abatido e arrasado. Um grupo à deriva em alto mar, que busca em várias cordas um ponto para se safar de um naufrágio. E revela, também, a fase por que passa o Avaí. É um singelo exemplo de caminho sem rumo.

Desde o começo do ano viemos chamando a atenção para o o resultado que se descortinava. Lá, em janeiro, quando os sintomas mostravam um desarranjo se avizinhando, dávamos o diagnóstico. Tudo o que está ocorrendo agora não nos é novidade. A fórmula

planejamento ruim + contratações equivocadas = resultados terríveis 

não poderia ser mais real.

Vivemos, os avaianos que querem sempre o bem o Avaí (e não tripudiando sobre as nossas mazelas para parecer bacana ou realista, ou ganhar uma audienciazinha a mais no blog) com os sentimentos abalados. Estamos em frangalhos. Nossas angustias se afloram a cada derrota, a cada resultado negativo.

Se a cada partida nos mobilizamos para torcer plenamente e com toda a força para que o Avaí, defintivamente, saia dessa fase, também não estamos escondendo os problemas que há. Eles existem, são plenamente identificáveis, são reais e imperativos. Contudo, a parte que cabe ao torcedor é torcer. Óbvia redundância. Não nos cabe, portanto, como torcedor, pisotear ou esgarçar ainda mais a ferida. Pra quê? Para provar que não tapamos o sol com a peneira? Bobagem!

Nossa postura é um comportamento assertivo, de vislumbrar que sempre se pode lutar quando há uma chance, de não jogar a toalha e de apontar um pouquinho de esperança se há um sopro de vida.

Por isso, diferente do que pensam os negativistas e os seguidores a mídia, não achamos que o tal sujeito da imprensa tenha ganhando a parada. Ele não saiu vitorioso. Não, nada disso. Aliás, perdemos todos. Os jogadores, os diretores, e também os torcedores. Perdeu também a própria rede, que definitivamente se afasta ainda mais da sociedade onde ela quer manter a sua influência. Se houvesse por parte dela, não necessariamente um pedido de desculpas, mas um entendimento de que a fase é ruim e que admtiria um pouco de complascência, sairia por cima e imporia a sua ordem, sem ressalvas.

Ficou, no entanto, um amargor e um gosto de ranço no ar. E aquele dedo do meio levantado.

5 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Afinaram, cagões!
    Eron

  1. Não precisava disso. Grande parte da torcida estava com eles. Mas... segue o baile.

  1. Kk de Paula disse...:

    Tu escreveu tudo! Ponto final.
    Parabéns!!!

  1. Anônimo disse...:

    Caro Aguiar;

    Não queria acreditar em tal situação, mas "cá ente nós", um time que não tem vergonha na cara, desmotivado e que age com indiferença nas derrotas de 5x0, 4x0 e que não vence o adversário que joga com nove atletas, não consigo conceber este amontoado de perdedores preparar um nota informando o "fim" da censura contra aquele habitante de maquete e sua empresa.
    Confesso a vocês, prezados avaianos,de que, em minha modesta opinião, o que houve foi uma interferência da própria RBS junto ao pres. do clube (o medroso), e que aquela empresa de gaúchos exigiu o retorno da "relação" (repito, esta é a minha opinião) entre as instituições, tendo em vista que o pres. do avai é também pres. da associação de clubes, a referida emissora é detentora dos direitos de transmissão do campeonato estadual, além do que, a própria ressacada, às vezes, é cedida para que os empregados (lacaios) daquele empresa realizem suas confraternizações de fim de ano (isto, evidente, contando com o aval do pres. do AVAI). Tudo pautado na "boa relação" que sempre exixtiu!

    É isto meus colegas, gostaria muito de acreditar que as coisas fossem ao contrário, mas, todavia, conhecendo a benevolência do senhior Zunino para com os pedidos da RBS, pouca esperaça me resta para desconsiderar o que relatei acima.

    Abraços
    André Luiz Rosa.

  1. André Luiz, vou verificar isso, sim senhor. Tem que haver algum esclarecimento.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets