Ter qualidade é...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Tive que dar um tempo para baixar a adrenalina. O fato de assumir uma posição, uma opinião, me rendeu incômodos, fez com que uma saraivada de insultos me cercasse. E a razão disso é pura bipolaridade (coisa que eu sempre apontei) o que move o agressor, nada mais que isso. Um caso patológico. Quando criei meu blog foi para falar de coisas do Avaí, e da minha cidade também, e não para responder a sabujos ordinários. Acabei enveredando por esse caminho equivocado. 

Por isso, dei uma repensada, vou fazer uma revisão de alguns valores. Mas quero assegurar que não apaguei. Continuou a apoiar as coisas do Avaí, ou seja, tudo o que se relaciona a ele. Criticar quando se deve, aplaudir quando for preciso e apoiar sempre, sem esquecer a racionalidade, contudo. Será que preciso desenhar o que isso significa?

Todas as pessoas conscientes e sensatas sabem que para se participar de um campeonato, em qualquer país, em qualquer tipo de competição, são necessários  investimentos. Sejam eles financeiros ou intelectuais, físicos, de mandingas ou esforços coletivos, todos os investimentos, ajudas, rezas e correntes de apoio, tudo é válido. Não importando de onde venha. Que ninguém se arvore como arauto da decência e dos bons costumes, ou da razão plena e arrogante, pois se a agremiação de sua preferência estiver envolvida e vencer, todas as formas e fontes de recursos, legais ou não, são esquecidas e se comemora a vitória. Sempre. Não vá me dizer um aí qualquer que pensa diferente. Ãrrã, mofas!

O caminho das pedras, as dificuldades, as condições dramáticas, os improvisos, mesmo os mais piores e absurdos erros de planejamento, caso o seu time vença, serão creditados nas contas da (boa) sorte ou da conduta guerreira e implacável. A gente só aponta os erros quando não há vitórias. Ninguém faz balanço dos problemas quando se vence. Aliás, isso é assim na vida em geral. É uma conduta equivocada, mas é a habitual. E é isso que se tem que rever. Mudar para ser cada vez melhor. É fácil? Claro que não. Por essa razão os professores de deus e engenheiros de obras prontas tem que começar a contemporizar mais e falar de menos.

Os problemas que enfrentamos voltam, sempre, se não tiverem sido corrigidos quando deveriam, no momento e tempo hábeis. Mas é preciso trabalhar em conjunto para que sejam resolvidos, com todo o coletivo querendo ajudar e não se viver por interesses mesquinhos a querer a derrocada para satisfazer nossos egos e vaidades.

Eu conheço um processo de sistema de qualidade.

Participei ativamente na estrutura de montagem disso na empresa onde trabalho. Vivenciei cada passo, cada fase de construção do sistema. Sei onde o rato come o queijo e onde o gato mia. Em cada etapa, em cada momento se preconiza o trabalho coletivo em detrimento do individual, pois o todo é melhor do que as partes. Até na adoção de um logotipo todos participam, pois nem isso é disposto como medida arbitrária de uma mente apenas. Ou de uma alucinação esotérica.

Ter qualidade é agir quando é preciso na resolução de inconformidades e manter o que é preconizado em constate aprimoramento. Um trabalho que conjuga as competências particulares com a iniciativa coletiva.

Tenho acompanhado a montagem do sistema de qualidade ISO no Avaí Futebol Clube. E penso que estes detalhes estão sendo avaliados. Ou não?

Quando subimos em 2008 tínhamos problemas. Eles foram ajustados, ou colocados debaixo do tapete? Qual das vaidades foram maiores que o coletivo?

12 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Mas os erros eram sabidos no final do ano passado. Tanto que teve dirigente que disse que se 1/3 deles fossem repetidos iriamos cair em 2011.
    Então, como se conseguiu colocar o clube nas maos de cariocas, arrogantes, burros, imcompetentes e completamente distantes de nossas tradições?

    Como se conseguiu contratar mais de 60 jogadores sem conseguir ter 11 minimamente bons?

    Como se deu novamente as coisas para alguns pedidos dos torcedores, e hoje se faz promoções cada vez mais ridiculas tentando salvar o "insalvavel"?

    Erros ocorrem com qualquer um. repetí-los e ampliaá-los é indesculpavel.

    O maior valor do clube era manter-se na série A. unica fonte de boa receita e ampliação do clube. Podia poder tudo, estadual, copa de brasil, do diabo...manter-se na série A era o unico objetivo que realmente gerava valor.

    Aí se passa 30 rodadas na rabeira...e toma-se um caminhão de gols ridículos e apresentações patéticas.

    cara, nao ha perdão para isto.

    Silvio

  1. Anônimo disse...:

    Nem li ainda. Mas preciso dizer que é muito legal abrir teu blog e te encontrar por aqui "denovo". Já estava preocupada.

    Rute
    Leitora de todos os dias.

  1. Silvio, é mais ou menos isso que está no texto.

    Rute, grato pela cobrança à distância.

  1. LUGO disse...:

    Aguiar,

    É bom tê-lo de volta e ver que refletistes.
    Temos que sabers separar o que é torcer, do que é discutir o Avai.
    Como escrevi outro dia no blog da Kaká, é o futebol que nos dá visibilidade, as outras ações são adereços, que podem, mas não necessariamente devem, acompanhar o essencial.
    No mais, não te importes com quem vem em teu espaço te ofender, apenas reflitas sobre e se não condizer com a realidade, deixa passar batido.

    Um abraço.

  1. Lugo, quem me conhece sabe que não ajo com raiva. De ninguém. Sou da paz. Por pior que esteja a situação do Avaí jamais iria ofender e desmerecer as pessoas, seja da direção do Avaí ou torcedores e simpatizantes. No entanto, vejo a todo instante declarações de ódio, de selvageria, de preconceitos, um estado de espírito dos mais desanimadores. Me compadeço, sinceramente, de haver reviado.
    Tem gente querendo mandar o presidente para o inferno, que jogador quebre a perna, que o treinador sofra um acidente. Houve quem achasse que tinha sido bom o filho do presidente Zunino ter estado adoentado. Há insinuações baratas contra a empresa onde eu trabalho. Enfim, a disposição nojenta e rancorosa é enorme. E gente que se acha torcedor de futebol. Não isso é doença.
    Fiquei alguns dias pensando se voltaria a escrever neste blog. Voltei porque gosto disso. Mas não tenho mais motivação, dado a vizinhança.

  1. Adriano Assis disse...:

    #salveoAguiar
    #salveoAvaí

    Saudações, espero não ser um vizinho dos piores!
    Meu cachorro não late, pois não tenho!
    Não faço festa barulhentas, pois tenho filhos pequenos!
    Ah, Minha casa é azul e branco, bom ter você por aqui!

  1. Imperador, tu és aquele vizinho que vem pedir açúcar e leva a cerveja? hehe
    Abraços, amigo.

  1. LUGO disse...:

    Aguiar,

    Dê-lhes a indiferença, simples.
    Não alimentes os monstrinhos e eles morrerão.
    É um exercício que terás de fazer.

    Abç

  1. Fábio Azurra disse...:

    Quem acompanha o Avaí desde a época "fora de série" e mantem-se sócio, independente de ficar 3 meses sem ter jogos, depois acompanhar a evolução e crescimento, fica um sabor de perda depois de tantas conquistas, isso é fato.
    Continuarei torcendo da mesma maneira e sendo parceiro, porém os erros foram tomando uma forma que só apareciam mais e mais erros.
    Fico com a impressão que o Avaí jogou a toalha e que a diretoria pensa da mesma forma que eu: Tô na torcida, mas não aposto R$2,00.

    Vou ser sincero, o time de hoje joga mais do que o time do Gallo, mas o TC foi o responsável por pelo menos 3 derrotas do time.
    Vejo erro grotesco na direção qdo da montagem do time. TODA A ZAGA É HORRÍVEL, e não lembro de outra pior.

    Tenho admiração pelo Zunino por ter colocado o Avaí na série A, crescimento/melhorias na ressacada, visibilidade,..., mas esse ano ele colocou pessoas erradas no futebol.

    ÓDIO: se um dia eu sentir isso por causa do futebol juro que esqueço esse esporte.
    As vezes fico "meio de cara" com algumas situações, vide post no blog do André onde foi ventilado a possibilidade do Lincoln ir para o continente.
    SERÁ????

    Abraço e bom retorno.

  1. Vinícius disse...:

    Eu conheço um processo de sistema de qualidade.
    Participei ativamente na estrutura de montagem disso na empresa onde trabalho.

    To achando que isso é um pedido de emprego no avai. Mais um que trabalha no santa luzia e acha que deve trabalhar no avai. No santa luzia eles transformam M em dinheiro e no avai futebol em M.

  1. Fábio Azurra disse...:

    Vinicius, tu não podes ser avaiano cara.
    Mesmo que sejas tens uma educação pior que de uma mula.

  1. Vinicius, tu não sabias? Eu mandei o meu currículo, mas duas coisas em fizeram voltar atrás:
    o salário é muito baixo pro meu gabarito e já tem uma pilha de currículos esperando uma boquinha. Algumas delas vão ficar pra próxima diretoria. Tem até campanha...

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets