Agora eu revelo a razão de minha prudência

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Eu escrevi esse texto, Caldo de Galinha Sempre Foi Bom, em 13 de Julho, logo após o bom baiano Chamusca nos deixar e termos contratado o Antonio Lopes.


Dizia eu que apesar de toda aquela sensação passada pelo bom time do Avaí ao se ajustar - tanto que logo veio a conquistar o “título paulista” - eu ainda me dava ao direito de tomar um caldinho de galinha, o caldinho da prudência. Confesso que a contratação de Antonio Lopes nunca me fez a cabeça. Nunca percebi nele, apesar daquelas vitórias, o técnico que nos levaria ao paraíso do bom futebol, o de atingir o Nirvana do campeonato. Ainda que apostasse numa vaga para a Libertadores, meu pé atrás manteve-se. E por um razão própria, que agora posso revelar, uma vez que ele já voltou à Cidade Maravilhosa.

Certa vez um jogador, que já atuou nos clubes da Capital, participou de uma história dramática envolvendo o Delegado. Vou resguardar o nome do "sortudo", mas o fato é real. Num certo momento de sua carreira, ainda jovem, quando ele jogou na Copa São Paulo pelo Atlético Paranaense, juntamente com outros jogadores que também eram daqui, quis conhecer o famoso técnico que era treinador do Furacão do Paraná à época, e fazia a pré-temporada com os profissionais.

O jogador, ao ver o técnico entrar numa sala com seu filho, pediu para o assessor do clube se era possível conversar com o “homem”, afinal ele o admirava. O diálogo foi exatamente assim:

- Professor, tem três garotos aqui, de Florianópolis, que gostariam de conversar com o senhor.
- O que? Florianópolis não tem futebol. Manda eles embora.

E saiu.

Se alguém tem algum remorso a respeito do homem, se acha que ele merecia alguma segunda chance, ou se o Avaí fez mal em demití-lo, seria bom conhecer as razões da atitude da diretoria avaiana. Pode ter havido algum erro na contratação, mas certamente na demissão houve um tiro na mosca em boa hora.

7 comentários:

  1. Seu Cunha disse...:

    Pois é, e o Sávio? Vai me dizer que não sabias que era um sonho do teu patrão em ver o Sávio com a camisa 10 do Avaí?
    Achas normal a atitude irresponsável do Zunino em trazer um ex-jogador só pra satisfazer os seus caprichos?
    Acho que também poderias escrever alguma coisa a respeito, o Sávio também já deixou o clube.
    Abraços,

  1. Primeiro, acho a tua agressão desnecessária.
    Segundo, era, sim, uma aposta. Se passar pela cabeça de alguém que ele apostou no Sávio para dar errado, aí, me desculpe, mas irresponsável é quem pensa assim.
    Ele me revelou que apostou e errou. Corrigiu.

  1. Seu Cunha disse...:

    Não leve por esse lado de agressão, apenas gosto de bom debates, de pingo nos ís. Achei muito interessante comentar só a dispensa do Lopes, já a do Sávio nem uma linha, mesmo tu sabendo que foi apenas um capricho do Drº.
    Meu querido, aposta é outra coisa, o que ele fez foi apenas realizar um sonho próprio, um capricho, só questionei, se achas que questionar é agredir fica difícil.
    Abraços,

  1. Seu Cunha, não foi um capricho da forma como estás dizendo. Ele queria um jogador de renome no time, um medalhão, surgiu o Sávio e ele trouxe. Fugiu do planejado assumiu sozinho esta postura, bancou a coisa sozinho e se deu mal. Ele me confidenciou isso esta tarde. Fui o primeiro, de fora da diretoria, a saber.
    Gosto do Dr. Zunino, não como meu patrão, e fico puto quando me dizem que sou puxa-sacos, coisa que estou longe de ser. Por isso me irrito. E ele é uma pessoa que tem brio. Por isso se reservou nesta semana, para pensar nas decisões que deveria tomar. E serão muitas. Duras e difíceis.
    O sentimento que vejo nele é o de um pai que gosta muito do filho e aposta tudo na vida dele. Aposta tanto que mima demais e não vê que as atitudes que toma levam o filho para um lado difícil de corrigir. Até um dia que a coisa bate na bunda e ele tem que voltar atrás de tudo o que fez. Mas, foi feito. Errou. Errou muito e agora tenta corrigir. O que foi feito, foi feito. Acabou. Não dá pra voltar atrás. Resta agora uma correção de rota.

  1. Seu Cunha disse...:

    Gosto também do Zunino, não tenho nada, mas nada pessoal contra ele.
    Mas esse ano deixou a maionese desandar. A tempo de arrumar a casa, já era pra ontem. Eu mesmo hoje lancei uma campanha em pró do Avaí, não sei se chegasse a ver
    http://nobreazurra.blogspot.com/2010/09/avai-teu-lugar-e-na-primeira.html

    Alexandre...
    Acho que é hora de unir todas as forças azurras, basta só um passo, a diretoria abaixar os preços e vamos começar uma grande mobilização.

    Abraços, e não fica chateado comigo não, te admiro e sabes disso.

  1. Acho q não vou me meter nesse embate, não! (risos). Da forma como estavam as coisas algo precisava ser feito. E foi! Tomara que tenha sido o melhor para o Avaí. Só creio que outros jogadores deveriam ter ido nessa barca ...

  1. Felipe Matos disse...:

    Acho que agora que Zunino voltou a dar declarações a imprensa, acho que vou ficar com saudades do tempo em que ele ficava quieto.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets