A dura realidade: Silas continua

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Confesso que sou um otimista por natureza, que ninguém se engane. Se faço as críticas ao técnico do Avaí, e exagero nelas, admito, é porque vejo uma canoa ir afundando sem que se faça alguma coisa para resolver isso.
Momentos antes da partida, ao ouvir a escalação de Romano na lateral direita eu ainda pensei: “sabe que é uma boa? Pelo menos é um lateral, ainda que vá jogar do lado errado do que seu corpo manda”. Meu irmão, que estava comigo, na mesma hora fez cara feia. Mas eu achava que poderia dar certo. Não deu!

Nos primeiros minutos de bola rolando já se via a cagada efetuada pelo senhor Paulo Silas. E é aí, nesse ponto, que vejo a falta que faz um treinador no Avaí. Se esse time vem aos solavancos e aos sustos desde o catarinense, e desempenhando algumas boas partidas na Copa do Brasil, é porque tem alguma qualidade. Não é um time de perebas dando caneladas. De jeito algum. Porém, desde o começo do ano foi mal treinado, mal disposto em campo, escalado de maneira equivocada, arrumado e desarrumado na velocidade de um relâmpago. Desde Benazzi até o senhor Paulo Silas, o Avaí é um amontoado de jogadores que até bate uma bolinha.

Não estou fazendo terra arrasada só agora e nem sendo oportunista. Não sou “comentarista de resultados”. Todos sabem que sou um dos poucos da rede a criticar o treinador do Avaí. A propósito, eu e o Rica somos olhados de lado e motivo de chacota por querermos a saída dele. Sempre fui avesso à manutenção do senhor Paulo Silas na Ressacada. Fui reticente com as últimas vitórias e as via com um pé atrás. Aquilo não me cheirava bem, pois os erros primários poderiam ser apagados. Deu no que deu.

Desde o catarinense viemos chamando atenção para a falta de competência de nosso treinador (ainda não engoli aqueles 4x0 frente ao Joinville). Não ganhamos nada até agora com ele e os poucos resultados positivos foram mais em função de uma “dura” interna corporis do que uma mudança de convicção. “ah, mas tu dizes que treinador não ganha jogo”. Não ganha mesmo, mas sabe fazer um time perder, apenas escalando erroneamente.

E se digo isso, se faço esta análise, se constato tal situação é com pesar e dor. Ninguém pense que babo sobre os teclados ensandecidamente destilando minha raiva. Longe disso. Queria que fosse diferente, mas é com uma tristeza enorme observar o quanto de desgraças e absurdos as invenções do treinador do Avaí promovem. A continuar assim, tenho certeza que faremos uma patética apresentação no brasileiro, daquelas de corar quero-quero.

A direção do Avaí tem que tomar uma atitude. Tem que se mostrar ativa e decidir qual caminho quer que o Avaí trilhe neste ano. É hora de agir! Do contrário, a omissão poderá nos fazer pagar caro, caro demais não apenas para este, mas para o resto de nossos anos.

4 comentários:

  1. Foi um conjunto de erros! 1) Silas achando que estava com o "regulamento embaixo do braço", já entrou com o time retrancado... RC e Estrada no banco? Aí não dá né. 2)Sua "tática" (?) e suas improvisações NÃO surtiram efeito, como no caso do péssimo Romano, improvisado na outra ala. 3) Começamos o jogo com o time apático, frio, aceitando passivamente a pressão do vasco. 3) Revson definitivamente NÃO tem condições de ser zagueiro. Creio eu, que como atacante, telvez até fizesse gol ontem...quem duvida? O cara é "Expert" em gol de cabeça!
    4)Willian isolado no começo, totalmente sem ação.
    5) RC NÃO jogou! (eu não o vi jogar...)
    6) Se não me engano, o Avai durante os 90 e poucos minutos, só deu 4 "chutes" a gol, enquanto que era sendo bombardeado a todo momento pelo eficiente ataque Vascaíno.

    Destaques do jogo:
    Pelo Vasco: Todos!
    Pelo Avaí: Marcinho Guerreiro e Renan, este, até evitou uma goleada, fazendo 3 defesas importantes.Só os dois. O resto NÃO entrou em campo!

    Perder faz parte, o Vasco estava inspirado ontem, só o que eu (e creio que a maioria da torcida Avaiana)não aceito é perder sem lutar, e infelizmente foi isso que nos decepcionou tanto ontem: O Time de Guerreiros, que sempre cantamos, simplesmente não entrou em campo ontem.
    Mas, a vida segue, temos pela frente o Brasileirão, mas, fica a lição: Precisamos contratar urgentemente!!!

    ** Essse vai como CTRL C e CTRL V

  1. Anônimo disse...:

    quando começou o segundo tempo presisando de tres gols ele mantem tres zagueiros mais o marcinho ele comprovou que não é treinador para o avai. Concordo com voce o avai é um amontoado em campo não é um time colocado em campo com inteligencia.A tatica é
    8 enterrado na area 1 perdido no meio e 2 esperando um chutão lá dos fundos,e a ainda tenho que escutar que o marquinhos não jogou nada .

  1. Dinho, concordo contigo. Precisamos contratar, desde que os contratados joguem nas suas verdadeiras posições.

  1. Caro anônimo (pô, se identifica, cara). A maioria dos torcedores pedia uma coisa que ELE só fez nas últimas partidas do catarinense, e que foi suficiente para irmos a quase uma final. Na Copa do Brasil, ELE começou a repetir a dose e quase besliscamos de novo. Quem será que está certo?

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets