Um poço de adjetivos

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Uma loucura sem tamanho. 

Acho que é a melhor definição para este jogo. Um evento espetacular. Uma partida alucinante. Um absurdo.

Poucas vezes assisti a um jogo assim. Poucos momentos nestes dois últimos anos vi um Avaí, com qualquer escalação, jogar assim. A primeira coisa que me veio à mente foi um daquele jogos memoráveis da campanha do acesso. Dos jogos que assisti, é claro, pois até o meu bombeador de sangue me pregou peças naquele ano e tive que me afastar da Ressacada. E quase não foi diferente agora.

A adrenalina de todos nós esteve nos maiores picos neste jogo. Em determinado momento da partida vi olhos esbugalhados não entendendo o que era aquilo. Senti que faltariam ambulâncias para atender a todos dentro do estádio.

Ah, o resultado?
Bom, esse foi o tipo de jogo onde o resultado não importou. Foi um jogo de futebol. Ainda estamos no campeonato.

6 comentários:

  1. RODRIGO disse...:

    Aguiar me desculpe mas você dizer que o resultado não importou foi de mais. Ainda estamos no campeonato sim, porque ainda tem a tabela a cumprir. Foi um jogo aonde tivemos um pouco de organização no primeiro tempo e fomos um pouco melhor, porém em duas falhas (novas) saímos parta o intervalo perdendo. Toninho Empecilho acabou com o time no segundo, não quando ele tirou Dirceu (que nunca deveria ter vestido a camisa do AVAI), mas quando ele colocou Bruno de zageuiro acabando com o meio de campo. Me desculpe mas o resultado importou e muito, talvez tenhamos selado o rebaixamento hoje!

  1. Beto_Gabira disse...:

    Aguiar, meu bombeador de sangue quase parou foi quando este técnico mexeu errado, enquanto todos pediam atacantes, ele chama Fabiano que não joga a muito,(ainda bem que não entrou) e Robinho que todos pediam gentilmente que ele pedisse para sair, olha esse mesmo é sofrível de ver jogar, e o Cleversom no banco, ou todo torcedor é burro ou o Cecilio não entende nada de futebol.

  1. Rodrigo, a frase correta que eu postei é "foi o tipo de jogo onde o resultado não importou". Estou falando do jogo, abstrai em relação ao campeonato.
    E temos chances, sim, até o final. Quando alguém disser que acabou, então acabou. Não se preocupe, serei o primeiro a dizer. Até agora, não.

  1. Beto Gabira, pra você eu sou um chapa branca e puxador de saco do Zunino, não é mesmo? Então, não perca tempo comigo aqui, OK. É a minha opinião e é a minha postura. Você faz comentários ridículos a meu respeito lá fora, me falta com respeito e vem aqui querer definir o meu. Dá um tempo, né?

  1. LUGO disse...:

    Aguiar,
    O jogo foi tão eletrizante e a torcida tão presente, que ao sair do estádio - sempre me posto próximo à saida quando o jogo vai chegando ao fim, fiquei impressionado de não ter quase ninguem do lado de fora, nem fila de carro.
    Foi de tirar o fólego e queimar as bochechas.
    Realmente o resultado não importou, mas sim as lições que tem que ser tiradas.
    Espero que sejam assimilados os ensinamentos.
    Estamos vivos e sobreviveremos, seja como for.

  1. Exatamente, Lugo. A corda já está apertando a segunda vértebra cervical. O enforcado já está esperneando. Mas ainda está vivo.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets