Gilberto matou a charada

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

O blogueiro camarada Gilberto Rateke, em seu blog, matou a charada que ronda a mídia e a torcida da Capital. Ele descreve uma tacada de mestre da diretoria avaiana, ainda que mesmo sem querer. Tá certo, vamos combinar que a nossa diretoria anda comendo moscas ultimamente, mas há que se reconhecer que houve uma bola dentro dessa vez. E que bola, parece gol do Marquinhos.

Pois se conseguiu manter o foco no Avaí, não se fala em quadrangular, no time doladelá, e em mais nada. Nem em planejamento. O assunto é o Avaí, apenas o Avaí.

Ah, tem gente falando em ética, em honra, em profissionalismo, e blábláblá. Conversa mole. No mundo do futebol, algumas verdades são esquecidas como aquela gripe do ano passado. O mundo do futebol é podre e insensato. É desonesto. Requerer rituais de civilidade no futebol é de uma inocência sublime. Somos todos hereges nessa religião de parvos e alienados. Estou apelando para a desonestidade? Nada disso, estou é chamando a atenção para este excesso de bom-mocismo.

E, vamos conversar sério, se tem duas entidades que não podem falar em ética por aqui uma delas é a RBS, com seu monopólio de dumping. A outra é o time da torcida doladelá, por tudo o que já se sabe e não foi apurado. Aliás, dizem que a vassoura só varre a sujeira para baixo do tapete dos outros. Hum, mofas!

7 comentários:

  1. Adir José disse...:

    O mundo do futebol pode ser podre, mas quem vive nele e dele não precisam.

    O argumento de que se tem que aceitar o que aconteceu ano passado porque "futebol é assim, mesmo", para mim, não cola.

    Eu aceito o que aconteceu ano passado simplesmente porque foi tudo um grande mal entendido insuflado pela RBS, que nutre um profundo desprezo pelo Silas.

    Foi tudo tão bem arquitetado que Silas, Zunino e torcida foram levados a criar uma desavença desnecessária.

    Estou entusiasmado com a volta do Silas, não porque futebol "é assim, mesmo", mas porque acho ele um homem de bem, bom profissional e muito identificado com o azul do nosso uniforme.

  1. Adir, entenda o contexto, leia nas entrelinhas. Meu texto é difícil mesmo, eu admito.
    Leia a próxima postagem.

  1. Adir José disse...:

    Hahahahahaha.

    Depois desta, não vou nem tentar entender. Não devo ter habilitação para tanto...

    Até li o texto seguinte, mas continuei com a mesma impressão, então, deve ser pela minha parca capacidade de compreensão...

    Desculpa aí, professor.

  1. Adir, estou fazendo uma brincadeira, velho. Estou pegando no teu pé. Não me leve tanto a sério. hehe

  1. Adir José disse...:

    Não falei?

    Nem entender que é brincadeira eu consigo...

  1. Adir, uma coisa é certa: o futebol não é para fracos.

  1. Adir José disse...:

    No final das contas, o mundo não é para eles, também.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados sofrerão moderação. Anônimos serão deletados, sem dó, nem piedade.
Não serão aceitos comentários grosseiros com palavrões, xingamentos, denúncias, acusações inverídicas ou sem comprovação e bate-bocas.
Não pese a mão. A crítica deve ser educada e polida.

 
Força Azurra © 2011 | Designed by VPS Hosts, in collaboration with Call of Duty Modern Warfare 3, Jason Aldean Tour and Sister Act Tickets